sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

MA OEEEE!

Aproveitei um tempinho livre aqui para atualizar meus queridos amigos sobre a minha viagem para a Alemanha. Em resumo, o que tenho a dizer: “Obrigaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaada!”
A viagem foi “Superfantástico-o-Balão-Mágico-o-mundo-fica-bem-mais-divertido”!
Primeiramente, agradecimentos especiais ao casal Juchem-Kunrath (ou Silva, pra Pati não ficar braba) pela recepção, hospedagem, risadas, presentes, passeios, Deutsch Biers, etc. Foi tanta alegria, tanta diversão, tanta “felicidaaaaade”, que nem tem como colocar em palavras. Mas, para aqueles interessados no roteiro da viagem, foi o seguinte:

Sexta-feira (folga do trabalho):

Comboio Faro-Lisboa
Aeroporto Lisboa
Lisboa-Bonn/Koeln Airport
Bonn/Koeln Airport-Felicidade
Chegando em Bonn fomos à casa do amigo Marcelo, de Audi (hahahahaha, porque a Pati é MUITO chique, na Europa é tudo fino, não tem pobreza, colega!), ficamos horas conversando, colocando fofocas em dia, fazendo planos e, é claro, tomando Deutsch Bier, que ganhei dos queridos amigos! Depois, começamos a cozinhar (começamos = Marcelo começou) “kartoffel” e “wurst”, comer e receber uns amigos deles, um alemão, uma brasileira e um americano. Depois de fazer AQUELA boquinha, resolvemos ir pra “buatchi”. Fomos até uma boate que fica perto do centro de Bonn, bem massa! Voltamos pra casa e nos preparamos para o novo dia, que muitas coisas boas reservava.

Sábado:

Fomos à estação de trem comprar o ticket para eu e o Marcelo voltarmos para Koeln na segunda, depois fomos ao Mercado de Natal (esqueçam, não sei o nome em alemão), passando por vários lugares lindos no centro de Bonn. Ficamos horas caminhando, tirando fotos, comendo, bebendo GLÜHWEIN (esse mesmo que a Gabi comentou!) e aproveitando o frio, MUITO frio! Depois, fomos na casa do Beethoven, que foi transformada em um museu, depois no Museu da História da Alemanha (esse eu sei menos ainda o nome em alemão!), na pista de patinação no gelo (a franguinha aqui teve “medinho” de andar e cair de bunda no gelo com aquele frio congelante!) e depois voltamos para a casa do Marcelo. A idéia era comer, tomar algumas pouquinhas biers, dormir cedo e acordar bem feliz e cedo para ir para Dortmund. O problema é que entramos numa competição de quem falava mais, aparentemente, e a conversa fooooooooi (grande novidade, tratando-se de Patricia, Marcelo e Luciana)! A galera se perdeu no horário! Mas ok, dormimos e nos preparamos para a próxima parada: Dortmund.

Domingo:

Saímos de Bonn em direção a Dortmund, onde faríamos uma parada para conhecer a casa da Pati, largar as malas, e sair para comer o melhor Donner Kebab da Alemanha, que por sinal…ô coisa boa! Depois de encher a pança, rumamos para Telgte, onde estava acontecendo o Festival da Idade Média (http://www.spectaculum.de/termine/telgte/). Que felicidaaaaaaaaaaaaaaaade! Com certeza, uma das coisas mais surreais, incríveis e legais que já fui na vida. As pessoas “vivendo” como na Idade Média, com as roupas típicas, várias barraquinhas vendendo roupas, armaduras, ESPADAS (queria MUITO ter comprado uma, mas ia passar dos 8kg permitidos na bagagem de mão :P), comidas e umas bebidas que também eram tipo um “quentão”, mas de vários sabores diferentes e tal, muito bons (melhores ainda eram os copinhos/souvenirs que insistiram em ir embora conosco )!
Além de tudo isso, havia um palco onde de tempo em tempo havia apresentação de alguma, prestem atenção, BANDA que toca música da Idade Média. S-U-R-R-E-A-L! A primeira que assistimos era legal, as mulheres tinham uma voz muito boa, e eles cantavam em alguma língua da Idade Média, mas era um som mais “calmo”. Para encerrar a noite, subiu ao palco a banda “principal” da noite, chamada Heidenlärm: uma mistura de punk com música da Idade Média, com umas gaitas de fole, algo MUITO afudê. Para completar, uma dupla fazendo malabares com fogo. Algo belíssimo!
Depois de tanta alegria, encerrou-se o Festival e voltamos para Dortmund, onde fomos comer MAIS um kebab, caminhar pelo centro da cidade para ver a MAIOR ÁRVORE DE NATAL DO MUNDO (45m de altura), que, no entanto, certamente não era a mais bonita do mundo :P

Segunda:

Acordamos MUITO cedo, a Pati nos largou na estação de trem e foi para o trabalho. Como nós somos brasileiros, e o metro fica na Alemanha, perdemos o mesmo por UM minuto de atraso, ou até menos, porque vimos o trem indo embora… sorte que tem trem de 15 em 15 minutos por lá! Pegamos o trem seguinte e rumamos para Koeln, onde daríamos um passeio para eu conhecer a Catedral de Koeln, famosíssima e LINDÍSSIMA, tomar um Starbucks (siiiim!) e aproveitar os últimos minutos em terras germânicas. Depois do breve passeio, pegamos o trem para o Aeroporto de Koeln, corremos MUITO para não perder o avião, e assim terminou a aventura na Deutschlândia!
Agradeço, mais uma vez, aos queridos amigos, que foram simplesmente FANTÁSTICOS! Amo muito!

Voltando a Portugal, agora:

Neste final de semana teremos almoço de Natal da empresa, em Moura, uma cidade mais ao norte de Faro. Aguardem mais notícias em breve!

P.S.: finalmente agora estou instalada numa casa definitiva aqui em Faro, estou morando com uma colega de trabalho muito legal, num apê muito bom e bem localizado. Foi difícil achar um lugar, mas a busca terminou muito bem, obrigada! 
Agora só falta um computador e internet em casa!

P.S.2: vou postar algumas fotos no próximo post, desde quando cheguei, porém, lamento informar que as fotos do Festival ficaram na câmera da Pati e/ou do Marcelo, então vou ficar devendo por enquanto!

2 comentários:

Reynaldo M. disse...

Muito texto! HUhauhauha...
Continua mandando noticias, ta?

Beijao.

marceloj disse...

a deutschelandia e, MUITO MAIS, os amigos brasileiros de lá ADORARAM te receber, se divertir, tomar umas, passear e tudo o mais contigo, querida!
a saber, sim, eu tb quase perdi meu vôo e tive que correr AINDA MAIS em madri, ô bocó...
e agora receba aí meu beijo direto da CIDADE BAIXA, upalalá!